Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Daily mint #55

por A Girl in Mint Green, em 11.03.15

FeelsGood.jpg

Hoje recebi uma daquelas notícias que nos enche de alívio e, ao mesmo tempo, com uma grande felicidade e sensação de dever cumprido. O meu primeiro artigo científico, resultado de todo o meu trabalho do Mestrado, vai ser finalmente publicado! Depois de meses de trabalho e outros tantos de espera, chegou esta notícia que tanto aguardava.

"Dear Ms. Coelho: I am pleased to inform you that your manuscript is now acceptable for publication in the Journal of Biomedical Materials Research: Part A."
 
CARAGO!!! :D
 
 
Por curiosidade, este post é o #55 dos Daily mint. E o 5 é o meu número preferido, sendo portanto duplamente bom. Hoje está tudo como deve ser!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Events | Dia Mundial da Luta Contra a Sida

por A Girl in Mint Green, em 01.12.14

 

aids.png

 Dezembro começa com um dia de consciencialização muito importante, que é o Dia Mundial da Luta Contra a Sida. Este é um assunto que dispensa apresentações. No entanto, apesar de estarmos no século XXI e haver imensa informação sobre a prevenção, a SIDA é ainda um problema muito grande em determinados países, sendo África o continente mais afectado. Este dia tem como objectivo lembrar todas as vítimas que faleceram ou estão infectadas por esta doença, bem como alertar para a prevenção e para a descriminação social que existe em relação aos portadores do vírus HIV.

Para quem é do Porto, no dia de hoje estão a fazer rastreios do HIV, com unidades móveis situadas na Baixa, mais precisamente na Praça dos Leões. O rastreio é algo fundamental, pois achamos muitas vezes que os problemas só acontecem aos outros e quando menos esperamos, eles batem-nos à porta. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

SciSkin | Tratamento capilar anti-queda

por A Girl in Mint Green, em 08.06.14

Hoje temos o primeiro post da rubrica SciSkin e venho falar-vos da minha rotina capilar actual. Foi-me diagnosticada Alopécia Androgénica durante a adolescência, pelo que o meu cabelo requer um tratamento especial. Para quem não sabe, a Alopécia Androgénica, também denominada de calvície masculina, é uma doença de origem genética na qual os cabelos são mais sensíveis, tornando-se mais finos e acabando por cair. A doença pode mesmo atingir um estado de evolução em que o cabelo não voltará mais a nascer. Esta doença é frequentemente verificada nos homens mas pode também atingir as mulheres. E porque é que isso acontece? Tal como o próprio nome indica, existe um disturbio hormonal associado à testosterona, a hormoma masculina (andro=homem). O que ocorre é que uma enzima com um nome chato como tudo (não vos vou aborrecer muito) converte a testosterona em dihidrotestosterona (DHT). Esta DHT activa as glândulas sebáceas para estas produzirem cabelo e couro cabeludo oleosos. Para além disso, esta também reduz os folículos capilares, tornando as membranas do couro cabeludo mais rígidas. A presença de uma estrutura folicular mais reduzida vai dar origem a cabelos novos mais finos e fracos. 

Quando me foi diagnosticado este problema, comecei a tomar alguma medicação. Confesso que a medicação me ajudou a controlar a queda na fase critica do desenvolvimentoa da doença, quando a queda de cabelo começou em força. Mas continuei a tomar durante 7 anos e notei que numa certa altura, a medicação deixou de ter efeito. Pior que isso, fui fazer análises e tinha o fígado numa lástima, como valores elevadíssimos. Decidi que não valia mais a pena continuar a tomar a medicação. Não ia continuar a arriscar assim a minha saúde, ainda por cima com uma medicação que estava a revelar-se pouco eficaz. Então decidi voltar-me para os produtos de aplicação tópica e a para os suplementos alimentares mais naturais.

 

 

 

 

Uma pessoa da minha família recomendou-me o champô da L'oreal Professionnel Density Advance da série Expert e as respectivas ampolas com Aminexil e Ómega 6. A minha mãe, que sofre do mesmo problema, começou a tomar suplemento de biotina e aconselhou-me a experimentar também. Vejamos então como actuam estes produtos.

 

1. Champô Density Advanced da L'oreal. Este produto contém ómega 6, vitamina B3 e B6. 

 

- Ómega 6: a maior parte já deve ter ouvido falar do ómega 6 como sendo um dos ácidos gordos importantes na nossa dieta. Um exemplo dos efeitos deste ácido gordo é a diminuição dos níveis de colesterol, mantendo o sistema cardiovascular saudável. Já a nível capilar, o ómega 6 vai estimular a microcirculação na raíz do cabelo e portanto estimular o seu crescimento. Ao actuar na raíz do cabelo, este confere também densidade e vigor aos cabelos que estão mais finos e fragilizados. 

 

- Vitamina B3 e B6: As vitaminas do complexo B são fundamentais para o desenvolvimento e manutenção do corpo, estando presentes numa grande diversidade de alimentos. A vitamina B3 actua no metabolismo dos alimentos, mandendo saudáveis a pele, os nervos e trato gastrointestinal. Já a vitamina B6 está envolvida no processo de degradação dos carboidratos, proteínas e gorduras, e também na produção de glóbulos vermelhos. Relativamente à sua actuação no cabelo, a vitamina B3 aumenta a circulação sanguínea, o que estimula o crescimento capilar. A vitamina B6 actua na produção de melanina (que determina a cor do cabelo). Por outro lado, ao estimular a produção de glóbulos vermelhos (células que transportam oxigénio), vai haver mais oxigénio em todo o corpo, o que inclui o cabelo. Zonas devidamente oxigenadas possuem uma maior vitalidade.

 

Estou a adorar este champô! Deixa o cabelo muito suave e bastante mais denso. Está mais fortalecido, mais espesso e com ar mais saúdavel. Neste momento estou a usá-lo como complemento das ampolas de aminexil, mas quando acabar o tratamento, penso que vou continuar a usar este champô.

 

2. Ampolas Aminexil Advanced da L'oreal. Este produto contém igualmente ómega 6 e ainda aminexil.

 

- Aminexil: este composto químico tem sido cada vez mais usando em produtos para tratamento de queda de cabelo. Estudos demonstram que o aminexil impede o endurecimento do eixo do cabelo e a acumulação de colagénio em redor dele, o que faz com que esse se torne mais forte e não caia com tanta facilidade. Em casos de estados avançados de queda capilar, como o caso da Alopécia Androgénica, há alguma controversia na eficácia deste composto em impedir a queda. Quando acabar o tratamento logo vos digo o efeito!

 

3. Suplemento alimentar de Biotina da Solgar

 

- Biotina: também conhecida como vitamina B7, a biotina promove o crescimento do cabelo, aumentando a sua elasticidade e impedindo que este se torne seco. Para além disso, aumenta também a espessura do fio de cabelo, o que dá sensação de uma cabeleira mais farta. A biotina é muito conhecida não só pela sua acção no fortelecimento do cabelo, mas também das unhas. 

 

Tomo uma cápsula de biotina por dia há cerca de 2 meses, sendo que o tempo mínimo para evidenciar resultados concretos é de 3 meses. No entanto, noto que o meu cabelo está mais espesso e também me cai em menor quantidade.

 

Esta é a minha rotina actual para reduzir a queda de cabelo que se verifica na Primavera, sendo que no meu caso é agravada por causa da alopécia. Sei que escrevi um grande "testamento", mas espero que tenham gostado do meu primeiro post da rubrica SciSkin.

 

Obrigada por lerem e desejo-vos uma boa semana :)

 

Catarina C.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

SciSkin: a nova rubrica

por A Girl in Mint Green, em 25.05.14

Hoje venho anunciar uma nova rubrica que irei começar aqui no blog, que decidi chamar de SciSkin. Nesta rubrica irei falar essencialmente sobre produtos de dermocosmética, mas com uma abordagem mais científica. Não me irei limitar em referir apenas "deixa a pele muito macia" ou então "hidrata imenso a pele". Irei explicar o porquê de isso acontecer, de acordo com a composição do produto e efeito nos tecidos, nomeadamente na nossa pele. Por exemplo, irei explicar que um creme elimina as rugas porque estimula a produção de colagénio das células que se encontram na camada da derme da pele. Claro que para algumas pessoas pode não ter muito interesse e tornar-se um post aborrecido de ler. Mas para mim é algo que sempre gostei e trabalhar na indústria cosmética/farmacêutica para desenvolver novos produtos de cosmética é algo que queria muito fazer. A minha formação em Bioquímica e Biomédica explica um pouco essa tendência. 

Por isso, muito resumidamente: na SciSkin irei esmiuçar a composição dos produtos e explicar-vos o porquê deles fazem magia (ou não). 

 

Um bom domingo!

 

Catarina C.

Autoria e outros dados (tags, etc)

BSA: Banco de Sangue Animal

por A Girl in Mint Green, em 20.05.14

Hoje venho alertar-vos para uma causa que a maior parte das pessoas não tem a noção, mesmo aquelas que têm animais de estimação. Vamos então imaginar o seguinte: o vosso bichinho fica gravemente doente e precisa de uma transfusão de sangue. Sem essa transfusão, ele morre. Claro que não hesitam e querem que ele receba essa transfusão. Mas de onde vem o sangue que ele vai receber? Nos Humanos, sabemos que existe um Banco de Sangue e, em princípio, teremos o sangue que precisamos sem problema. Mas para os animais? 

Tenho a dizer-vos que também existe um Banco de Sangue Animal. Mas quem são dadores? Quem vai assegurar que os nossos bichinhos vão ter sempre disponível o sangue precisam? Pois bem, a resposta é simples: os nossos próprios animais. 

 

 

Tal como acontece nos Humanos, gatos e cães saudáveis podem ser solidários e ajudar os outros animais, doando o seu sangue de vez em quando. Assim sendo, se os nossos animais de estimação estiverem bem de saúde, podemos registá-los como dadores e assegurar que podem ajudar a salvar vidas. Quem sabe se um dia não será a deles a ser salva!

Ser dador de sangue também traz vantagens para os nossos bichinhos. Além de serem solidários, estes são submetidos a testes de rastreio para se comprovar que estão aptos a doar sangue. E estes testes são totalmente gratuitos! Os testes de rastreio envolvem exames físicos, análises bioquímicos e análises a doenças infecciosas, como a sida e a leucemia. No meu caso, o meu gato é dador e fez o rastreio para a sida felina (FIV) e leucemia felina (FELV). É um teste um pouco dispendioso e confirmamos que ele não tem nenhuma destas doenças, de uma forma totalmente gratuita. Também já soube de um caso mais triste, em que um gatinho preparava-se para ser dador, mas no rastreio descobriu que tem sida e já não pôde doar. Se esse gatinho não tivesse ido ao Banco de Sangue, não se teria diagnosticado a doença tão cedo e tomado a devidas precauções a tempo e horas. O mais provável era ter contaminado outros gatos que vivem com ele. 

 

 

Podem ver todas a vantagens de ser dador aqui. Claro que as vantagens de o vosso animal ser dador são imensas e podem atrair muitas pessoas apenas pelo facto da desparasitação e testes de rastreio serem gratuitos. Os tempos estão difíceis e todos nós queremos poupar algum dinheiro. Mas não se esqueçam que mais do que isso, devemos ser solidários e ser dador é um comprimisso. Temos de nos comprometer que os nossos animais vão doar sangue sempre que é necessário. Não podemos abandonar o nosso comprimisso a meio, porque algures algum animal vai precisar de sangue não vai ter. E um dia pode ser o vosso!

 

Sejam solidários e registem os vossos bichinhos como dadores de sangue :)

 

Catarina C.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Blogger




Instagram


Parcerias





Bloglovin'


Pinterest