Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hair | Dicas para prevenir a queda de cabelo

por A Girl in Mint Green, em 27.06.15

Vocês já devem estar fartos de me ouvir falar sobre a minha alopécia (queda de cabelo), mas é certo que é um assunto importante para mim e infelizmente começa a ser muito frequente no universo feminino. Cada vez mais se vêem mulheres com problemas de queda do cabelo e ainda muito jovens. E existem imensos factores que causam esta condição, como o stress, a influência genética, disturbios hormonais, etc. No meu caso é genético e sei que vou ter de levar com isto para sempre. Como tal, tendo sempre procurar o máximo de informação possível para me tentar ajudar a resolver este problema da melhor forma. Hoje venho partilhar com vocês algumas dicas  e procedimentos que eu uso para evitar queda de cabelo. Claro que não é por fazerem algumas destas coisas que o vosso cabelo vai parar de cair, se a causa for mais grave. Mas toda a ajuda é bem-vinda e se pudermos prevenir de alguma forma, melhor.

 

- Usar champôs formulados para couro cabeludo sensível/susceptível à queda: este é uma das coisas mais importantes que devem fazer para proteger o vosso couro cabeludo e tentar diminuir a probabilidade de queda. No meu caso, tenho um couro cabeludo muito sensível e não posso usar qualquer tipo de champô. Champôs ditos “de supermercado” estão absolutamente fora de questão. Por norma têm muitos químicos e eu costumo reagir muito mal a esses produtos. Para terem noção, uma vez usei um Pantene do mais normal que há e fiquei com uma camada de caspa oleosa gigante. E imensa comichão! Daí que opto sempre por champôs de farmácia, que por vezes possuem componentes mais naturais e formulações específicas para determinados problemas capilares. O meu preferido é o Kerium da La Roche-Posay. Mas também já usei o Ecophane, o da Klorane e neste momento estou a usar o Phytocyane da Phyto. No entanto, é muito importante salientar que se tiverem uma queda de cabelo significativa, não é o champô por si só que a vai parar, infelizmente. Seria muito feliz se assim fosse! Em tratamentos anti-queda, o champô serve apenas como uma ajuda, como um complemento. Para acompanhar o champô devem completar o tratamento com um suplemento alimentar ou outro tipo de medicação recomendada.Champôs anti-queda.png

- Usar elásticos e escovas que não danifiquem o cabelo: certamente que muitas de vocês já conhecem os famosos Invisibobble. Esses elásticos têm um formato especial para não marcar o cabelo, sendo que causam uma menor pressão no cabelo. Os invisibobble são capazes de prender bem o cabelo sem ficar demasiado preso. Muitas vezes, com os elásticos tradicionais, a pressão no cabelo é tanta que até ficamos com dores de cabeça. Em situações nas quais a raíz do cabelo esteja sensível, uma maior pressão pode acabar por causar a sua queda. Quantas de vocês já não viram o vosso elástico cheiinho de cabelos? Pois, eu também já apanhei desses sustos e digo-vos que desde que comecei a usar os invisibobbles, isso acontece muito menos! Quando tiro o elástico, a maior parte das vezes ele vem sem cabelos meus agarrados. Podem encontrar os invisibobble à venda aqui e aqui. Já relativamente às escovas, desde que comecei a usar as Tangle Teezer, não quero outras escovas. As Tangle Teezer são muito menos agressivas e separam muito melhor os fios de cabelo, desembaraçando-os com menor esforço e sem dor. Claro que não são os elásticos e as escovas que vos vão parar a queda, mas podem ajudar a não danificar tanto o cabelo que já está numa situação frágil de queda.

Elásticos e escovas.png

- Evitar penteados que puxem demasiado os fios de cabelo: existem penteados que puxam e repuxam demasiado os fios de cabelo, como aqueles entrançados lindos de morrer. Para quem tem um fio de cabelo com a raíz muito frágil e que facilmente de quebra, fazer estes penteados pode ser o golpe final para o fio acabar por cair. Criamos demasiada tensão na raíz do fio e acabou-se. Eu bem que gostava de fazer penteados giros e diferentes, mas também tenho de pensar que não posso agredir demasiado o meu cabelo, principalmente quanto este está mais sensível.

- Secar SEMPRE o cabelo depois de lavar: existe por aí um mito que diz que secar o cabelo faz mal à raíz do cabelo. Errado! É precisamente o contrário. Se deixarmos o cabelo secar naturalmente, este vai demorar muito mais a secar, certo? E o que acontece é que a raíz do cabelo fica com água e húmida durante mais tempo, o que acaba por induzir a sua degradação, como que “apodrecer” a raíz e deixá-la mais susceptível. Se esta por si só já for frágil, o cabelo acaba por cair. Claro que também não devemos exagerar na temperatura do secador, porque ar quente demais também faz danos. O meio termo é o melhor.

- Recorrer aos suplementos alimentares em alturas críticas: existem vários suplementos e produtos naturais para a queda de cabelo. Eu já experimentei vários e acho que nem sempre é fácil encontrar o suplemento certo. Na minha opinião, aquele que funcionou melhor comigo foi sem dúvida o Ecophane em pó! Podem ver a minha opinião sobre este suplemento neste post. Mas se preferirem existe também a Biotina, a Levedura de Cerveja, entre outros. 

 

Suplementos queda de cabelo.png

 

 

Quem por aí também tem problemas de queda de cabelo? Quero saber as vossas dicas de prevenção :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Session 3 | Dicas de Blogging

por A Girl in Mint Green, em 03.05.15

A chegada de um novo mês significa que temos um novo Session 3! Já tinham saudades, aposto! Neste mês de Maio decidimos dar-vos algumas dicas sobre blogging. Por vezes somos contactadas por outras bloggers que nos fazem algumas perguntas sobre a organização dos nossos blogs, em termos visuais, de divulgação, de conteúdos, etc. E, por outro lado, recentemente fomos presenteadas com uma reportagem polémica da SIC sobre “Como ganhar dinheiro com blogs”, na qual se falou sobre bloggers famosas que ganham dinheiro com o seu blog e se referiu que existem bloggers que contratam uma série de pessoas para tratar do seu blog por si. Incluindo escrever, o que achamos escandaloso porque quem tem o blog deve fazer o mínimo que isso exige, que é escrever! Desta forma, consideramos que seria interessante partilhar com vocês a forma como gerimos os nossos blogs e como tentamos com que estes se tornem apelativos para quem os lê. Eles são fruto do nosso trabalho, gosto e dedicação! E achamos que isso é que torna os blogs especiais :)

Assim sendo, vamos falar sobre o seguinte:


- A Girl in Mint Green: Como manter uma imagem apelativa e consistente;
- Far Off Places: Como divulgar devidamente o blog nas redes sociais;
- Stephanie’s Daily Beauty: Aspectos gerais, como que plataformas usar, a importância do agendamento de posts, etc.

 

Decidi falar-vos sobre como criar uma imagem apelativa e consistente, porque é algo que tento sempre fazer aqui no blog. E é algo que considero fundamental! As pessoas valorizam muito aspecto e acreditem que se tiverem uma página, site ou blog com mau aspecto, as pessoas não vão ler. Até podem ter uma óptima escrita, excelentes conteúdos... Mas grande parte das pessoas certamente irá perder a vontade de ler nos primeiro segundos, se olhar para o blog e não lhes agradar a sua imagem. Então vou explicar-vos o que eu tento fazer. Devem começar por pegar no nome do vosso blog e/ou no tema da escrita (moda, lifestyle, culinária, etc) para iniciar a construção da imagem. No meu caso, o que é mais realçado é o nome do blog, que se foca numa cor: o verde menta. Assim sendo, tento que os conteúdos tenham sempre algum detalhe que vá buscar o verde menta, sejam imagens, textos de posts ou até mesmo títulos. Começando pelo logotipo, que é a "cara" do vosso site ou blog:

Mint Green Logo 3

COFFEE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Dois exemplos de logotipos, com diferentes tons de menta.

 

Como podem ver, ambos vão buscar a cor menta. Para não se tornar aborrecido e monótono, já usei pelo menos dois tons de verde menta, mas anda sempre a "girar" em torno dessa cor. Caso o nome do vosso site ou blog faça referência a algo, como um objecto ou outra coisa qualquer, tentem que isso seja transmitido no vosso logotipo. Cria logo uma ligação imediada e com lógica para quem visita a página. Por exemplo, se a vossa página se chamasse "Opiniões da Margarida", podiam por exemplo colocar uma Margarida (flor) no logotipo. É uma forma engraçada de brincar com o nome.

Mesmo que o vosso blog não faça referência a uma cor no seu nome (como acontece com o meu), devem escolher um esquema de cores para toda a página e aplicar sempre esse mesmo esquema, para que a página fique com imagem consistente e não pareça um arco íris! No meu caso, como podem observar, o logotipo tem tons de verde menta, outros tons de verde e ainda o rosa. Tendo o logotipo como referência, todos os outros detalhes são escolhidos com base nas suas cores.

 Mint Green Logo 3

Logotipo de base.

polkadots2-mintgreen_repeat_preview.png

Fundo com o menta do logotipo.

 

Hiperlink.jpg

Detalhe do link do Instagram com um dos tons de rosa do logotipo.

 

Como já devem ter percebido, devemos tentar manter a coerência/consistência no blog e ao longo dos posts que vamos publicando. Há imagens e conteúdos que devem ter o mesmo aspecto em cada post para ser mais imediato para quem conhece o blog. Dessa forma, um leitor assíduo vai sempre identificar mais rapidamente os vossos posts se vocês mantiverem o mesmo aspecto. Um exemplo disso são os meus posts mensais de sugestões com a My Pure Care. As imagens têm sempre um tag menta com o título no canto superior esquerdo da imagem e o estilo dos números é sempre igual também. O mesmo acontece com as minhas wishlist. 

MPC Março 2015.png

Edição de imagem de todos os posts "Sugestões My Pure Care".

Wishlist Primavera Primark 2015.png

Edição de imagem de todos as minhas wishlists.

 

Depois podem também "brincar" com esse aspecto nos vossos textos e posts. Sendo o menta o motivo principal do meu blog, resolvi criar algumas rubricas/posts relacionados com o nome do blog. Temos por exemplo os "Daily Mint", ou as "Mint Talks" ou ainda "Mint Music".

 

Espero que tenham gostado das dicas! Eu não sou nenhuma especialista em design, marketing ou branding, apenas faço isto intuitivamente e com a minha criatividade. Mas penso que é algo que faz sentido seguir. Mostrem-me também as vossas páginas e contem-me como criam a vossa imagem de marca :)

E não se esqueçam de visitar o Far Off Places e o Stephanie's Daily Beauty para ficarem a saber mais dicas sobre blogging!

Até ao próximo Session 3!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Blogger




Instagram


Parcerias





Bloglovin'


Pinterest