Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hair | Dicas para prevenir a queda de cabelo

por A Girl in Mint Green, em 27.06.15

Vocês já devem estar fartos de me ouvir falar sobre a minha alopécia (queda de cabelo), mas é certo que é um assunto importante para mim e infelizmente começa a ser muito frequente no universo feminino. Cada vez mais se vêem mulheres com problemas de queda do cabelo e ainda muito jovens. E existem imensos factores que causam esta condição, como o stress, a influência genética, disturbios hormonais, etc. No meu caso é genético e sei que vou ter de levar com isto para sempre. Como tal, tendo sempre procurar o máximo de informação possível para me tentar ajudar a resolver este problema da melhor forma. Hoje venho partilhar com vocês algumas dicas  e procedimentos que eu uso para evitar queda de cabelo. Claro que não é por fazerem algumas destas coisas que o vosso cabelo vai parar de cair, se a causa for mais grave. Mas toda a ajuda é bem-vinda e se pudermos prevenir de alguma forma, melhor.

 

- Usar champôs formulados para couro cabeludo sensível/susceptível à queda: este é uma das coisas mais importantes que devem fazer para proteger o vosso couro cabeludo e tentar diminuir a probabilidade de queda. No meu caso, tenho um couro cabeludo muito sensível e não posso usar qualquer tipo de champô. Champôs ditos “de supermercado” estão absolutamente fora de questão. Por norma têm muitos químicos e eu costumo reagir muito mal a esses produtos. Para terem noção, uma vez usei um Pantene do mais normal que há e fiquei com uma camada de caspa oleosa gigante. E imensa comichão! Daí que opto sempre por champôs de farmácia, que por vezes possuem componentes mais naturais e formulações específicas para determinados problemas capilares. O meu preferido é o Kerium da La Roche-Posay. Mas também já usei o Ecophane, o da Klorane e neste momento estou a usar o Phytocyane da Phyto. No entanto, é muito importante salientar que se tiverem uma queda de cabelo significativa, não é o champô por si só que a vai parar, infelizmente. Seria muito feliz se assim fosse! Em tratamentos anti-queda, o champô serve apenas como uma ajuda, como um complemento. Para acompanhar o champô devem completar o tratamento com um suplemento alimentar ou outro tipo de medicação recomendada.Champôs anti-queda.png

- Usar elásticos e escovas que não danifiquem o cabelo: certamente que muitas de vocês já conhecem os famosos Invisibobble. Esses elásticos têm um formato especial para não marcar o cabelo, sendo que causam uma menor pressão no cabelo. Os invisibobble são capazes de prender bem o cabelo sem ficar demasiado preso. Muitas vezes, com os elásticos tradicionais, a pressão no cabelo é tanta que até ficamos com dores de cabeça. Em situações nas quais a raíz do cabelo esteja sensível, uma maior pressão pode acabar por causar a sua queda. Quantas de vocês já não viram o vosso elástico cheiinho de cabelos? Pois, eu também já apanhei desses sustos e digo-vos que desde que comecei a usar os invisibobbles, isso acontece muito menos! Quando tiro o elástico, a maior parte das vezes ele vem sem cabelos meus agarrados. Podem encontrar os invisibobble à venda aqui e aqui. Já relativamente às escovas, desde que comecei a usar as Tangle Teezer, não quero outras escovas. As Tangle Teezer são muito menos agressivas e separam muito melhor os fios de cabelo, desembaraçando-os com menor esforço e sem dor. Claro que não são os elásticos e as escovas que vos vão parar a queda, mas podem ajudar a não danificar tanto o cabelo que já está numa situação frágil de queda.

Elásticos e escovas.png

- Evitar penteados que puxem demasiado os fios de cabelo: existem penteados que puxam e repuxam demasiado os fios de cabelo, como aqueles entrançados lindos de morrer. Para quem tem um fio de cabelo com a raíz muito frágil e que facilmente de quebra, fazer estes penteados pode ser o golpe final para o fio acabar por cair. Criamos demasiada tensão na raíz do fio e acabou-se. Eu bem que gostava de fazer penteados giros e diferentes, mas também tenho de pensar que não posso agredir demasiado o meu cabelo, principalmente quanto este está mais sensível.

- Secar SEMPRE o cabelo depois de lavar: existe por aí um mito que diz que secar o cabelo faz mal à raíz do cabelo. Errado! É precisamente o contrário. Se deixarmos o cabelo secar naturalmente, este vai demorar muito mais a secar, certo? E o que acontece é que a raíz do cabelo fica com água e húmida durante mais tempo, o que acaba por induzir a sua degradação, como que “apodrecer” a raíz e deixá-la mais susceptível. Se esta por si só já for frágil, o cabelo acaba por cair. Claro que também não devemos exagerar na temperatura do secador, porque ar quente demais também faz danos. O meio termo é o melhor.

- Recorrer aos suplementos alimentares em alturas críticas: existem vários suplementos e produtos naturais para a queda de cabelo. Eu já experimentei vários e acho que nem sempre é fácil encontrar o suplemento certo. Na minha opinião, aquele que funcionou melhor comigo foi sem dúvida o Ecophane em pó! Podem ver a minha opinião sobre este suplemento neste post. Mas se preferirem existe também a Biotina, a Levedura de Cerveja, entre outros. 

 

Suplementos queda de cabelo.png

 

 

Quem por aí também tem problemas de queda de cabelo? Quero saber as vossas dicas de prevenção :)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

SciSkin | Ecophane

por A Girl in Mint Green, em 16.12.14

TEXT HERE.png

Como já referi em alguns posts anteriores, sofro de alopécia. Ou seja, tenho queda de cabelo mais regularmente e algumas regiões com menos cabelo, principalmente na zona da frente, junto à testa. Com a chegada do Outono, a situação agrava-se ainda mais e a queda fica mais intensa. Durante vários anos fiz um tratamento com medicação um pouco forte, mas tive de deixar porque esses medicamentos causaram-me problemas de fígado. Então tentei procurar alternativas mais saudáveis para o organismo, como suplementos alimentares. Pesquisei em muitos sítios, falei com algumas pessoas e uma grande maioria recomendou-me tomar Ecophane em pó, garantindo-me que resultava mesmo. Existe também o Ecophane em comprimidos, mas o que me disseram é que a versão em pó tem um efeito mais rápido. O que faz algum sentido, porque produtos em pó, como medicamentos e suplementos, são mais rapidamente absorvidos no estômago. Como o Ecophane em pó foi o suplemento mais recomendado e com o feedback mais positivo, decidi comprar e começar o tratamento. Comecei em Agosto, nas férias de Verão, porque a minha queda começa já aí e achei boa ideia atacar logo o problema. Idealmente, até deveria ter começado um pouco antes disso. O Ecophane em pó vem numa lata e cada lata dá para aproximadamente um mês, um mês e pouco. Sendo que o tempo minimo recomendado para o tratamento é de três meses, temos de comprar três latas de Ecophane. Neste momento já terminei o tratamento e digo-vos... O resultado é IN-CRÍ-VEL!!! Acreditem, eu já experimentei muita coisa para queda de cabelo... Meeeeesmo muita coisa! Há coisas que me ajudaram um pouco, outras quase nada. Mas nenhum produto me fez crescer cabelo novo como o Ecophane!

Sendo este um post da rubrica SciSkin, vou explicar direitinho os componentes do Ecophane e qual a sua actuação no crescimento do cabelo.

Vamos começar pelo zinco... Este é um mineral que ajuda a manter os fios de cabelos fortes e saudáveis, pois promove a síntese da cisteína, um aminoácido que faz parte da estrutura da cabelo. Quanto temos falta de zinco, os cabelos tornam-se mais quebradiços e demoram a crescer novamente. Se surgem cabelos brancos e cálvice muito precocemente, pode significar que a pessoa tem uma deficiência em zinco. Por outro lado, o zinco também ajuda a manter o couro cabeludo devidamente hidratado e a prevenir a caspa.

Um outro mineral presente no Ecophane é o magnésio. Este participa na renovação celular, estimulando por isso o crescimento de cabelo novo para substituir aquele que caiu. Tal como o zinco, o magnésio também promove a síntese da cisteína.

Na composição do Ecophane estão também as vitaminas do complexo B: vitamina B5, B6 e B8. Estas vitaminas deste complexo trazem inúmeros benefícios, sendo que neste caso se destaca a sua acção na saúde do cabelo e pele. No caso da vitamina B5, também chamada de ácico pantoténico, actua na raiz do cabelo, promovendo o seu crescimento rápido, com maior força e espessura. Já a vitamina B6, ou piridoxina, favorece o metabolismo dos aminoácidos, constituintes da queratina do nosso cabelo. Ou seja, também vai acabar por estimular o crescimento e renovação. Por fim, a vitamina B, a famosa Biotina, quase que dispensa apresentações! Já se sabe que pode ser usada em tratamentos de queda de cabelo, pois actua no folículo piloso do cabelo, fortalencendo o fio e previne assim que o cabelo caia.  

HelloDecember.png

 

Para finalizar, tomar o Ecophane é mesmo simples. Bastam 3 colheres por dia, dissolvidas num copo grande com água. O sabor é relativamente agradável, meio frutado. Na minha opinião, bebe-se muito bem.

Foi um post um pouco longo, mas acho que o tema e o produto merecem :) Agora já descobri o meu tratamento ideal para a queda e certamente irei fazer todos os anos, se for possível.

Se estiverem interessadas em comprar o Ecophane em pó, podem faze-lo aqui ou aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

SciSkin | Tratamento capilar anti-queda

por A Girl in Mint Green, em 08.06.14

Hoje temos o primeiro post da rubrica SciSkin e venho falar-vos da minha rotina capilar actual. Foi-me diagnosticada Alopécia Androgénica durante a adolescência, pelo que o meu cabelo requer um tratamento especial. Para quem não sabe, a Alopécia Androgénica, também denominada de calvície masculina, é uma doença de origem genética na qual os cabelos são mais sensíveis, tornando-se mais finos e acabando por cair. A doença pode mesmo atingir um estado de evolução em que o cabelo não voltará mais a nascer. Esta doença é frequentemente verificada nos homens mas pode também atingir as mulheres. E porque é que isso acontece? Tal como o próprio nome indica, existe um disturbio hormonal associado à testosterona, a hormoma masculina (andro=homem). O que ocorre é que uma enzima com um nome chato como tudo (não vos vou aborrecer muito) converte a testosterona em dihidrotestosterona (DHT). Esta DHT activa as glândulas sebáceas para estas produzirem cabelo e couro cabeludo oleosos. Para além disso, esta também reduz os folículos capilares, tornando as membranas do couro cabeludo mais rígidas. A presença de uma estrutura folicular mais reduzida vai dar origem a cabelos novos mais finos e fracos. 

Quando me foi diagnosticado este problema, comecei a tomar alguma medicação. Confesso que a medicação me ajudou a controlar a queda na fase critica do desenvolvimentoa da doença, quando a queda de cabelo começou em força. Mas continuei a tomar durante 7 anos e notei que numa certa altura, a medicação deixou de ter efeito. Pior que isso, fui fazer análises e tinha o fígado numa lástima, como valores elevadíssimos. Decidi que não valia mais a pena continuar a tomar a medicação. Não ia continuar a arriscar assim a minha saúde, ainda por cima com uma medicação que estava a revelar-se pouco eficaz. Então decidi voltar-me para os produtos de aplicação tópica e a para os suplementos alimentares mais naturais.

 

 

 

 

Uma pessoa da minha família recomendou-me o champô da L'oreal Professionnel Density Advance da série Expert e as respectivas ampolas com Aminexil e Ómega 6. A minha mãe, que sofre do mesmo problema, começou a tomar suplemento de biotina e aconselhou-me a experimentar também. Vejamos então como actuam estes produtos.

 

1. Champô Density Advanced da L'oreal. Este produto contém ómega 6, vitamina B3 e B6. 

 

- Ómega 6: a maior parte já deve ter ouvido falar do ómega 6 como sendo um dos ácidos gordos importantes na nossa dieta. Um exemplo dos efeitos deste ácido gordo é a diminuição dos níveis de colesterol, mantendo o sistema cardiovascular saudável. Já a nível capilar, o ómega 6 vai estimular a microcirculação na raíz do cabelo e portanto estimular o seu crescimento. Ao actuar na raíz do cabelo, este confere também densidade e vigor aos cabelos que estão mais finos e fragilizados. 

 

- Vitamina B3 e B6: As vitaminas do complexo B são fundamentais para o desenvolvimento e manutenção do corpo, estando presentes numa grande diversidade de alimentos. A vitamina B3 actua no metabolismo dos alimentos, mandendo saudáveis a pele, os nervos e trato gastrointestinal. Já a vitamina B6 está envolvida no processo de degradação dos carboidratos, proteínas e gorduras, e também na produção de glóbulos vermelhos. Relativamente à sua actuação no cabelo, a vitamina B3 aumenta a circulação sanguínea, o que estimula o crescimento capilar. A vitamina B6 actua na produção de melanina (que determina a cor do cabelo). Por outro lado, ao estimular a produção de glóbulos vermelhos (células que transportam oxigénio), vai haver mais oxigénio em todo o corpo, o que inclui o cabelo. Zonas devidamente oxigenadas possuem uma maior vitalidade.

 

Estou a adorar este champô! Deixa o cabelo muito suave e bastante mais denso. Está mais fortalecido, mais espesso e com ar mais saúdavel. Neste momento estou a usá-lo como complemento das ampolas de aminexil, mas quando acabar o tratamento, penso que vou continuar a usar este champô.

 

2. Ampolas Aminexil Advanced da L'oreal. Este produto contém igualmente ómega 6 e ainda aminexil.

 

- Aminexil: este composto químico tem sido cada vez mais usando em produtos para tratamento de queda de cabelo. Estudos demonstram que o aminexil impede o endurecimento do eixo do cabelo e a acumulação de colagénio em redor dele, o que faz com que esse se torne mais forte e não caia com tanta facilidade. Em casos de estados avançados de queda capilar, como o caso da Alopécia Androgénica, há alguma controversia na eficácia deste composto em impedir a queda. Quando acabar o tratamento logo vos digo o efeito!

 

3. Suplemento alimentar de Biotina da Solgar

 

- Biotina: também conhecida como vitamina B7, a biotina promove o crescimento do cabelo, aumentando a sua elasticidade e impedindo que este se torne seco. Para além disso, aumenta também a espessura do fio de cabelo, o que dá sensação de uma cabeleira mais farta. A biotina é muito conhecida não só pela sua acção no fortelecimento do cabelo, mas também das unhas. 

 

Tomo uma cápsula de biotina por dia há cerca de 2 meses, sendo que o tempo mínimo para evidenciar resultados concretos é de 3 meses. No entanto, noto que o meu cabelo está mais espesso e também me cai em menor quantidade.

 

Esta é a minha rotina actual para reduzir a queda de cabelo que se verifica na Primavera, sendo que no meu caso é agravada por causa da alopécia. Sei que escrevi um grande "testamento", mas espero que tenham gostado do meu primeiro post da rubrica SciSkin.

 

Obrigada por lerem e desejo-vos uma boa semana :)

 

Catarina C.



 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Blogger




Instagram


Parcerias





Bloglovin'


Pinterest