Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SciSkin | Now reading...

por A Girl in Mint Green, em 31.07.14

Um acontecimento recente no meu trabalho obrigou-me a ter de pesquisar umas coisas e levou-me até este livro... E devo dizer-vos que fiquei verdadeiramente fã!

 

 

Fonte: bookzz.org
Para alguns de vocês pode ser uma leitura muito pesada e demasiado técnica. Este livro aborda o lado científico dos cosméticos e é direccionado essencialmente para pessoas que os produzem ou que os analisam em termos de controlo de qualidade. Mas tal como vos disse anteriormente, o meu gosto pela cosmética aliado à minha formação académica permite com que este livro se torne muito interessante para mim! O livro aborda os vários tipos de pele, as suas características e técnicas para avaliar o estado da pele. Por exemplo, referem técnicas laboratoriais para avaliar o estado de hidratação da pele ou o nível de rugas. Eu, que adoro cosméticos e passo grande parte da minha vida de bata branca e enfiada no laboratório, acho isto o máximo!
Um outro aspecto do livro que gostei foi a abordagem do pH e da flora natural da pele e como os devemos controlar para manter a pele o mais saudável possível. Este livro aborda também vários tipos de produtos cosméticos, desde champô, condicionador, protector solar, passando pelos vernizes e até mesmo abordando produtos para bebés. É mesmo completo! Refere a constituição química dos mesmos, os componentes que devemos evitar e aqueles que estão em desenvolvimento e que são promissores. Por fim, refere ainda uma parte sobre a abolição dos testes em animais e da regulamentação que exige hoje em dia nesse sentido. É algo que também valorizo muito! Ainda não o li todo e possivelmente não o irei fazer porque das cerca de 1000 páginas, há partes que não me interessantam tanto.
Claro que isto não é leitura de mesa de cabeceira, nem a que vou levar comigo nas férias... Mas será certamente um livro que irei consultar com alguma frequência para ter conhecimento sobre determinados produtos e, como não poderia deixar de ser, vou partilhar o que descobrir com vocês! :)
Catarina C.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Daily mint #29

por A Girl in Mint Green, em 30.07.14



Como hoje é o Dia Internacional da Amizade, dedico este Daily Mint aos meus amigos.

Podia fazer aqui um testamento, mas digo apenas que são os melhores do Mundo :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

SciSkin | Isoliss da Uriage

por A Girl in Mint Green, em 20.07.14

No mês de Maio fiz um post sobre a minha encomenda na Skin.pt. Se bem se lembram, encomendei um creme de rosto e outro de olhos da gama Isoliss da Uriage para as primeiras rugas. Em Maio fiz 25 anos e dizem que é a idade que devemos começar os tratamentos anti idade. Já passaram cerca de dois meses desde que comecei a usar estes dois cremes e já tenho uma opinião formada sobre eles. Como não poderia deixar de ser, venho partilhá-la com vocês.

 

 
Primeiro é importante dizer porque escolhi estes cremes. O que mais me chamou a atenção foi o creme de olhos, que além de uma acção anti idade para as primeiras rugas, promete também um efeito anti papos e anti olheiras. "Mas que perfeito!", pensei eu. Para quem não sabe, eu tenho umas olheiras muito escuras, dignas de serem chamadas de olhos de panda. Daí que achei excelente combinar as duas coisas num produto só, reduzir as rugas e as olheiras. Depois achei que seria melhor usar a mesma gama no rosto. Relativamente ao creme de rosto, a marca oferece um para pele normal a mista e outro para normal a seca. Comprei o de pele normal a seca, embora não seja bem esse  meu tipo de pele. Na altura não havia o de pele mista, mas como é um produto que escolhi usar durante a noite, um pouco mais de hidratação não faz mal nenhum. Optei por usar apenas à noite porque é a altura em que há maior regeneração da pele. E de dia opto por usar outros cuidados de rosto, como por exemplo produtos com protecção solar.

A minha opinião sobre estes dois cremes é positiva. Começando pelo creme de rosto, a marca promete alisar as rugas, conferir à pele um aspecto saudável, eliminando os sinais de fadiga, bem como fornecer alguma hidratação.

 

 
Devo dizer que este creme faz realmente tudo o que promete! Eu tenho rugas de expressão na testa bem pronunciadas e depois de aplicar este creme durante alguns dias, noto que essas rugas estão muito menos pronunciadas e mais lisas, perdendo bastante a sua profundidade. A pele fica muito suave e com um aspecto saudável e luminoso, bem como devidamente hidratada. Vamos lá explicar o porquê de isto acontecer...
 
- Ácido hialurónico: este constituinte existe naturalmente na nossa pele. Quando somos jovens, este existe em grandes quantidades, tornando a pele lisa e elástica. Com o passar dos anos, diminui a quantidade de ácido hialurónico e a pele torna-se menos lisa e elástica, acabando por "colapsar" em certas zonas, o que contribui para o aparecimento das rugas. O ácido hialurónico presente no creme vai ajudar a combater o aparecimento de rugas, fornecendo uma dose "extra" deste componente para a nossa pele, para que esta não se degrade tão rapidamente.
 
- Anti-hialuronidase: a hialuronidase é uma enzima que degrada o ácido hialurónico, pelo que irá contribuir para o envelhecimento da pele. O creme contém um composto anti-hialuronidase que, tal como o nome indica, vai impedir que esta enzima degrade o ácido hialurónico. Assim, o ácido hialurónico não será degradado tão rapidamente e a integridade da pele será mantida por mais tempo.
 
- Creatina, Vitamina C e E: relativamente à criatina, já devem ter ouvido falar nela associada a rotinas de exercício. Algumas pessoas tomam suplementos de criatina para terem mais energia. E porquê? A criatina é uma molécula que actua no inteior das células, fornecendo energia e aumentando a quantidade de água no seu interior, o que aumenta também o seu volume. Como consequência, há uma expansão do volume das células, o que aumenta a sua densidade muscular e força. Relativamente à pele, vai promover a hidratação, pelo aumento da quantidade de água, levando a uma maior tonicidade do tecido. Já a vitamina C e E possuem uma acção antioxidante, neutralizando os radicais livres produzidos pelas células e causadores do envelhecimento precoce. Assim, estes 3 composto ajudam a prevenir o envelhecimento.
 
Já o creme de olhos, este promete o mesmo que o de rosto no que toca a acção anti envelhecimento. Para além disso, tal como referi antes, promete também acção anti papos e anti olheiras.
 
 
Relativamente à acção anti idade não tenho nada contra. Apesar de não ter muitas rugas na zona dos olhos, noto que a pele ganha mais firmeza e elasticidade, principalmente na zona inferior dos olhos. No entanto, fiquei um pouco desiludida com a acção anti olheiras. Eu tenho a noção que nenhum creme elimina completamente as olheiras. Nenhum mesmo. Mas estava à espera que o efeito fosse mais notório. Reparei que houve uma ligeira melhoria mas nada de extraordinário. Fiquei com pena, porque de resto o creme é muito bom!
 
E por fim, ambos os cremes possuem água termal Uriage, que ajuda na hidratação da pele. São também hipoalergénicos e por isso adequeados para pele sensível. 
 
E vocês, também já possuem uma rotina para primeiras rugas? Que produtos usam? :)
 
Catarina C.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Daily mint #28

por A Girl in Mint Green, em 18.07.14


Já só se fala em Férias por estes lados!

Em contagem decrescente...


Autoria e outros dados (tags, etc)

Marmitas para o Verão

por A Girl in Mint Green, em 16.07.14

 Fonte: smartlunch.blogs.sapo.pt

 

Como todos sabem, uma grande parte das pessoas passou a levar marmitas para o trabalho ou aulas. A crise e o aumento dos preços forçou as pessoas a optarem por refeições mais económicas. Eu orgulho-me de levar marmita há já vários anos, mesmo quando muitas pessoas me olhavam de lado por fazer isso. Não entendo o porquê, visto que levarmos o nosso próprio almoço de casa só traz vantagens. Em primeiro lugar, podemos comer aquilo que realmente nos apetece! Quantas vezes não foram à vossa cantina ou restaurante e pensaram "eiii não me apetece nada disto" ou "estou farta desta comida". Por outro lado, poupam imenso dinheiro, além de que sabem aquilo que estão a comer. Não ficam com dúvidas se os ingredientes foram bem levados ou correctamente cozinhados. Em alguns casos, também conseguem poupar mais tempo na vossa hora de almoço, porque muitas vezes têm de estar em filas de espera para conseguirem comer. Hoje em dia já existem muitas faculdades e empresas que têm microondas para os seus alunos ou colaboradores. E mesmo que ainda não existam microondas, existem vários menus que podem ser consumidos frios, principalmente agora no Verão, que sabe tão bem uma comida fresquinha. Por isso não há cá desculpas para não levarem a marmita! E para vos ajudar, vou dar-vos algumas ideias de refeições que podem preparar e consumir frias. Estas são opções que costumo preparar para o meu almoço e considero óptimas para o Verão.

 

1. Salada

 

 Fonte: skinnykitchen.com

 

Esta é aquela opção óbvia. Uma grande vantagem das saladas é que podemos comer duas ou três vezes por semana, sem nos cansarmos. Isto porque existe uma variadade enorme de ingredientes que podemos incluir nas saladas e criar diversas combinações diferentes. Podemos partir de uma base de alface, massa ou ambas. E depois podemos acrescentar 4 ou 5 ingredientes que gostemos, de entre uma lista quase infinita: tomate, cenoura, milho, cogumelos, beterraba, pepino, ovo, queijo, pimento, fiambre, camarão, atum, azeitonas, delícias do mar, maçã, ananás, etc etc. Tentem escolher uma fonte de proteína, para vos dar mais "substância" como o ovo ou o queijo, por exemplo. E depois acrescentem os vegetais e até mesmo uma fruta. 

 

2. Quiche

 

 

 Fonte: madamexicaras.com

 

As quiches são excelentes refeições para serem consumidas frias. Tal como as saldas, podem ser feitas com vários ingredientes consoante o vosso gosto. Podem pensar que dá muito trabalho a fazer, mas enganam-se! Um truque que podem usar é fazer uma quiche ao fim de semana, partir em diversas porções e congelar. Durante a semana vão descongelando consoante as vossas necessidades. Torna-se muito prático para quem não tem muito tempo para cozinhar.

 

3. Sandes

 

Fonte: saboresdochef.com

Comer uma sande pode ser uma boa opção para quem tem pouco tempo ou tem de se deslocar durante a hora de almoço. No entanto, procurem que a vossa sande seja o mais completa e equilibrada possível. Podem começar por escolher um pão integral rico em fibra. Na minha opinião, tem um sabor agradável e a mim permite uma melhor digestão, sem ficar tão enfartada. Depois tentem também incluir hortículas, como alface, cenoura ou tomate. Tal como nas saladas, incluam um ingrediente mais "energético", como o fiambre ou queijo.

 

4. Salada russa

 

 Fonte: static.squarespace.com

 

Destas 4 sugestões, a salada russa não é a refeição que mais me agrada, mas sei que pode ser uma opção fácil quando não temos onde aquecer o almoço. E basta cozer batata, ervilhas, cenoura, ovo e acrescentar uma lata de atum. Se não quiserem ter muito trabalho ainda podem comprar aquelas misturas congeladas, onde já vem tudo partidinho e pronto a cozer. Mais ainda... Se no dia anterior fizeram refeição com coisas cozida e se sobrar, podem aproveitar para uma salada russa. Poupam tempo e recursos. A bela salada russa deve ser temperada com maoinese, mas com o tempo quente não é o ideal para levar, se não tiverem um frigorífico onde colocar. Se quiserem jogar pelo seguro e serem mais saudáveis, podem simplesmente optar pelo azeite ou deixar ao natural (um bocado nhec, mas há quem goste).

 

Estas são as minhas 4 sugestões para as marmitas de Verão e até mesmo para quem não tem hipótese de aquecer durante todo o ano.

 

E por ai, quem costuma levar marmita? Quais são as vossas escolhas?

 

Catarina C.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



Blogger




Instagram


Parcerias





Bloglovin'


Pinterest